domingo, 13 de dezembro de 2009

Convulsão em cães

A convulsão é definida como uma atividade anormal do cérebro, desencadeada por um grupo de neurônios com descargas elétricas alteradas, que ainda nos traz muitas dúvidas, na medicina humana e veterinária, quanto à sua fisiologia e origem.
Em cães, as crises convulsivas ocorrem com certa frequência e podem ser primárias, que são chamadas de epilepsia, ou secundárias a diversas causas, como por ex., doenças renais, hepáticas, cardíacas, traumas cranianos, intoxicações, câncer etc.
Os sintomas normalmente se resumem à perda ou alteração de consciência, tremores musculares, mioclonia (contração muscular brusca, involuntária e de brevíssima duração, que pode ser restrita a um grupo de fibras musculares, envolver todo o músculo ou um grupo deles), micção e defecação.
Uma vez diagnosticada a convulsão, deve-se realizar exames de imagem e de sangue acompanhados por um Médico Veterinário para tentar descobrir a existência ou não de alguma causa pré-existente.
O tratamento se baseia na cura das causas pré-existentes ou, na ausência destas (epilepsia), com o uso de medicações anticonvulsivantes e de suporte.
Cabe lembrar que a epilepsia pode ter fator hereditário, portanto devemos afastar da reprodução animais com esse mal. Check up médico de rotina orientado por um Veterinário de confiança ajuda em se diagnosticar antecipadamente causas pré-existentes.

6 comentários:

Andrea disse...

Olá,estava a procura de uma resposta para o que o meu cachorro teve neste exato momento,pois aos meus olhos foi uma convulsão é a segunda vez na mesma hora que ele esta bem ele se abaixa e começa a se retrair,tremer,os olhos ficam esbugalhados parece que vai sair sair para fora,da para ver que em volta do olho fica molhado,dessa ultima vez demorou uns 5 min para voltarfica rigido.Fiquei muita apavaroda e horrivel de ver,pedi por DEUS,fiz massagem.Por favor alguma luz o que pode ser,ele nao geme de dor na hora,posso pegar ele e ele nao morde nao faz nada...ele é pequines.Muito obrigada se poder me dar uma luz.FIQUE COM DEUS!!!

Daniel Lima disse...

Oi Andrea, infelizmente não posso ajudá-la sem consultá-lo; me parece uma convulsão, mas não temos como saber. Recomendo procurar um veterinário de confiança para tentar disgnosticar as possíveis causas e medicá-lo, se necessário.
Boa sorte.
Daniel Lima

Andrea disse...

Muito obrigada pela resposta,fico agradecida!!!Agora passou fiquei muito nervosa é terrivel,pois parecia que ele ia morrer nos meus braços é uma pena que vc náo pode nem entrar em detalhes...moro em Palmas-Pr interior...sabe como é né?!

Daniel Lima disse...

Eu sei Andrea, mas a convulsão pode ter diversas causas e por isso é importante um acompanhamento correto.
Uma recomendação importante é manter sempre a calma e consequentemente mantê-lo calmo tb, pois o estresse e gritaria, por ex., o prejudicam no retorno da crise.
Daniel Lima

Raquel disse...

Olá Dr. Daniel!!! Tenho uma rottweiller de 2 anos e há4 meses apresentou quadros convulsivos que foram tratados com carbamazepina e posteriormente topiramato, ambos 2Xdia. Por dificuldade p/ comprar os medicamentos, suspendemos a medicação e ela não teve mais crises por 2 meses. Voltando a ter crises de uns 5 dias p/ cá. Moro numa regiao endemica de leishmaniose e andei pesquisando que convulsoes tb podem ser sintomas da doença. Caso dê positivo o exame, o alopurinol mais azitromicina pode cortar o sintoma ou não? Obrigada por enquanto...Raquel

Daniel Lima disse...

Oi Raquel, o primeiro passo é fazer a sorologia para Leishmaniose, depois, caso dê positivo, conversar com o veterinário dela sobre tratamento, pois é uma situação delicada e o tratamento muitas vezes é proibido por ser uma doença de saúde pública.
O tratamento correto pode cortar os sintomas sim, mas as convulsões dela não me parecem vir disso.
De qquer forma vale investigar um pouco.
Mande notícias.
Daniel Lima